Uma relação de amor com a marca

Uma relação de amor com a marca

por em , sem comentários
Relacao-de-amor-com-marcas

Fonte da imagem: Mashable

Por Daniel Lima, com colaboração de Simone Bispo.

É comum alguém lhe dizer que é apaixonado por determinada marca? Por determinada loja de roupas? Por aquela cafeteria que você sempre frequenta?

No meu caso vou dizer que sim, sou apaixonado por uma marca, por um clube, por uma experiência única de degustação. Sou apaixonado pela Nespresso. Motivos? Vários, mas elencarei alguns e começaremos a discussão logo em seguida.

Que marca liga para você num dia qualquer à tarde para perguntar como está sendo suas primeiras experiências com a máquina e com os cafés? E que, além disso, lhe dá dicas de uma melhor experiência, isso sem lhe pedir (diretamente) que compre algo? Pois bem, um simples mimo, uma simples atenção com o cliente pode mudar muita coisa.

E quando seu pedido atrasa para ser entregue por erro da transportadora? A primeira coisa que você pensa em fazer é ligar para ter um posicionamento. Mas quando a marca se antecipa e liga para você pedindo desculpas e informando que haverá um atraso de 24 horas. Sem contar que eles lhe enviam um verdadeiro manual de degustação logo após sua primeira compra de cápsulas de café e se mostrando a inteira disposição do cliente.

O que eu quis repassar nas linhas acima foi apenas uma coisa: atenção com o cliente. A gente aprendeu tanto na faculdade quanto no dia-a-dia que, aquilo que o cliente mais deseja é atenção. E a Nespresso assim como muitas outras marcas fazem com louvor. A partir disso nasce uma verdadeira relação de amor, onde o cliente será o primeiro elemento de propaganda da marca.

E isso não se limita apenas a marcas multinacionais. Tudo depende do planejamento, depende da visão que sua empresa deseja alcançar. Muitas marcas locais, aqui do Brasil ou de sua cidade com certeza devem ou pensam em fazer algo deste tipo. Mas o que falta? Vontade? Conhecimento? Gente capacitada? Pesquisa? Um pouco de tudo isso, mas o principal, o que falta mesmo é ouvir o seu cliente e saber o que ele espera de você como marca na vida dele.

Os Comentários Estão Desativados Nessa Postagem.

Quer saber mais e ficar por dentro do nosso dia-a-dia?